Páginas

Pesquisar este blog

17 de maio de 2010

Mãe

Esse aqui é um poema que fiz no dia das mães pra minha e, automaticamente pra todas né?!
Dá uma olhada aí:

A que me ensinou a andar e o caminho certo onde fazê-lo
Uma das criações geniais de Deus em que o vejo
Simples muitas vezes mas a presença vital em meu início
E que me ama desde pequeno sem nenhum artifício

Dona daquela comida preferida e responsável por me fazer ser alguém
E sentir que sou amado, me ensinando a não desprezar ninguém
A quem quero honrar e despertar orgulho a todo custo
Aquela que por mim se doou e não desistiu diante do susto
Que foi a mudança em sua vida, que eu provoquei
E que por me amar demais todos esses anos, eu também amei, amo e amarei!

Por mais que brigas tenham ocorrido
Não seríamos tão unidos se não houvessem atritos
Perdão pelas desobediências e comparecimentos a escola
E sei que falar que todo esse gênio herdei de você, não rola!
Mas resumindo o que ao longo da vida sempre quero dizer
A frase mais dita nestes dias: MÃE, EU AMO VOCÊ!

Talvez amanhã não virei com toda essa pompa
Nem com presentinhos, perfume ou coisas que são da sua conta
Porque por mais que hoje seja simbolicamente o seu dia
Todos os dias do ano quero te dar essa mesma alegria!

Filhos nerds, sérios, tímidos ou manos
Todos querem a vocês dizer a mesma coisa:
Eu te amo!

Nenhum comentário:

Postar um comentário