Páginas

Pesquisar este blog

26 de maio de 2010

A relação dos opostos

Odeio pessoas que acham que são inteligentes, mas não as culpo por me instigar o ódio, sou assim! Ora ignorante, ora lingüisticamente desastrante, ora inteligente demais, a ponto de impressionar a mim mesmo. A verdade é que todos temos essa bipolaridade e desprezamos algo magnífico que faz de nós protagonistas e coadjuvantes de uma mesma vida, de uma mesma história.

São as diferenças de pensamentos que movem o mundo. Cada um com sua inteligência, cada um com seu valor agregado abstratamente.


Nascemos nus e crus, desprovidos de conhecimento e informações. Mas o que é realmente a inocência, senão o estágio inicial da sanidade? E por que não pensar na inocência e a malícia como as estruturas de nossa sanidade?


Nada mais é feita nossa vida do que de antônimos. É preferível a felicidade do que a tristeza. Mas por que essa preferência de ser feliz se um dia não fossemos tristes? Tudo deve se manter no equilíbrio para que a vida possa ser vivida e não existida!

Experiências boas e ruins tornam de nós alguém com experiências em situações boas e ruins. Por mais redundante que possa parecer, o que falar num momento em que você nunca passou? O papo de que em tudo há um propósito pode ser demais freqüente, mas é verdade.

É na correria que estou agora, que sinto necessidade de paz, férias. Mas por que essa ância minha senão por saber o que é estar em paz, estar tranquilo sem nenhuma responsabilidade, sem nenhum compromisso? Tudo é válido. Não dizem que só se valoriza algo, quando se perde? Estão errados? Portanto viva cada momento como deve ser. Se quer chorar, chore, para que o rir valha a pena!


Perdi meu pen drive esses dias e, isso só me deu a lição de ser mais responsável e mais cuidadoso. Seria eu assim se não o tivesse perdido? Se você está passando problemas, saiba de uma coisa mesmo não querendo saber de nada: TUDO TEM UM PROPÓSITO!



Escrito em Maio/2010

3 comentários:

  1. você provavelmente não acredite, por parecer muito piegas, mas por esses dias passei por situações e pensamentos que me fizeram pensar bastante. e foi exatamente nessa linha de raciocínio que me peguei. estou achando ótima sua escrita. e achei genial de mais dizermos tantas coisas ótimas e parecidas :D

    ResponderExcluir
  2. Murillo,
    Parabéns pelo blog, pelas ideias e pelo texto. Estou achando bom poder trocar ideias com você a partir da próxima semana.
    Grande abraço,
    Henrique

    ResponderExcluir
  3. E eu aprendi esses dias a ser mais cuidadoso no trânsito, depois de tomar uma multa! Porque o ser humano é assim? Por que essas coisas acontecem? Será que para nos chamar a atenção ou para nos lembrar que somos humanos? Afinal, se todos fossem certinhos, que chatice seria o mundo não? hehe!
    Lucas

    ResponderExcluir