Páginas

Pesquisar este blog

2 de junho de 2010

Ironia, já não mais existe!

O errado é certo e a recíproca, verdadeira. É triste e revoltante ser contemporâneo a extinção da ironia, não que não a usem, mas ela perdeu seu significado. Aquele sorriso sarcástico que havia, ao se afirmar o insano como o certo, hoje não é mais visto. O que no pretérito era errado (que na coerência inflexível ainda é) hoje não é só dito como o correto, como tem respaldo de uma razão falsa e personalizada a gosto de suas ignorâncias. A verdade há, mas hoje as interpretações vão de acordo com o bem-estar individual.

O mundo está personalizável e cada um o deixa e o faz do jeito que bem quer. Ou mal quer. É difícil saber quem está correto, mediante certezas que um dia foram incertas. Até mesmo o bom senso sofre processo de extinção. Aliás, hoje, o que ele é? O que significa? Não quero citar exemplos, pois ferirei quem deveria ser ferido, para aprender! Meu conhecimento de bom senso é esse. Enquanto puder escrever e falar, falarei o que pra mim é correto. Não agradarei a todos (graças a Deus!) e me sentirei feliz assim. Pois o mesmo respeito que tenho com as opiniões alheias, espero ter com as minhas.


Não peço nada, pois não me iludo sabendo que serei ouvido por todos. Só a quem pensa como eu: “Não deixemos o que realmente é correto morrer. Pelo bem de nossas vidas!”


Escrito em Junho/2010

Nenhum comentário:

Postar um comentário