Páginas

Pesquisar este blog

4 de julho de 2011

Lembro-me...

Lembro-me de quando era lembrado
Por uma música especial
E pelo silêncio
De um momento banal

Lembro-me quando sua voz e o meu pulsar
Em sintonia, me suavizavam o respirar
Lembro-me quando amar
Não era só pra me inspirar
À escrever e desalmar
A realidade do corpo frio

No dia em que aprender a usar seu coração
Torço pra que o meu esteja ainda a bater
Por ti, ou por somente
Me forçando a viver

Nenhum comentário:

Postar um comentário