Páginas

Pesquisar este blog

14 de setembro de 2011

Quer poder se não pode querer...

     Gente é inteligente quando quer. Mas querer não é poder, então como
ficamos?
     Ficamos a vagar entre o que somos não querendo e o que queremos mas não somos. Viver, aliás, é isso! E pra todo querer eloqüente, há uma deficiência de poder, seqüestrado pelo tempo, ou por algum réu imutável. Mas não é a idéia de "abaixar de cabeça" que prevalece. É de quê a razão de ser assim é ela própria, a razão. Pois até querer saber de tudo tem poder de não querer saber de nada.
     Tudo posso, mas nem sempre quero tudo que posso passar, talvez por querer...

Nenhum comentário:

Postar um comentário